top of page
Buscar
  • contatotexttou

Como a Assessoria de Comunicação me levou à Gestão de Inteligência

Atualizado: 6 de mar.


Como a Assessoria de Comunicação me levou à Gestão de Inteligência

Os números não mentem. Mas eles são o meio e não o fim. E é aí que entra a experiência para a análise de cenários complexos, a interpretação de dinâmicas socioculturais e a compreensão de contextos subjetivos. Isso tudo faz parte da Gestão de Inteligência.


Você percebe que, sozinhos, os dados não fazem sentido. O que significa 10km? E 10km/hora? E 10km/litro? A utilidade dos números depende de uma conjuntura conhecida e bem analisada. Aprendi isso na prática, assessorando empresas de diferentes setores, como o mercado imobiliário.


Que tal um exemplo atual? Imagine que você está pensando em comprar um imóvel. Depois de consecutivas altas desde março de 2021, a taxa de juros caiu 0,50% no início deste mês e você se animou com a notícia!


A queda corresponde ao dobro do percentual previsto, mas a taxa ainda é de 13,35%, muito superior aos 2% em vigor entre agosto de 2020 e a primeira quinzena de março de 2021. E então? Há algo para comemorar?


A retração na taxa vai levar um tempo para gerar impacto positivo. Mas os profissionais de inteligência imobiliária e os corretores mais experientes sabem que a notícia sinaliza muito mais do que uma simples queda na taxa de juros.


A redução na Selic sinaliza o início de um ciclo de quedas sucessivas na taxa e a proximidade de uma nova fase de facilidades na oferta de crédito. Com juros mais baixos, mais pessoas decidem adquirir imóveis e a maioria dos negócios depende de financiamento imobiliário, cuja fonte principal de recursos dos bancos é a poupança.


Os profissionais qualificados sabem que a taxa não retornará a 2%, percentual que havia sido registrado pela última vez em 1996/1997 e só voltou em 2021 devido à pandemia de Covid-19.


Na época, a decisão do Comitê de Política Monetária do Banco Central tinha o objetivo de tornar o crédito mais barato e, assim, estimular a produção e o consumo de produtos, uma vez que a economia brasileira estava com baixa atividade.


Voltando à compra do seu imóvel, as análises não param por aqui. Os corretores experientes sabem que a taxa de juros deve chegar a 8,5% no final de 2025 e se manter assim em 2026.


Os profissionais também estão cientes de que, no próximo ano, a demanda de compra de imóveis já vai estar aquecida, o que deve refletir no aumento dos preços das propriedades imobiliárias.


Ao mesmo tempo, as reduções na Selic vão diminuir a oferta de crédito imobiliário, em função da migração de investimentos que hoje estão na poupança e perderão rendimento gradativamente com a queda dos juros.


Muita informação? E esse é apenas o topo do iceberg!


Se você sentiu que precisa de ajuda para saber quando comprar seu imóvel e quais são as melhores condições, imagine como está a cabeça dos líderes de incorporadoras, construtoras e imobiliárias nesse momento em que devem traçar estratégias para aproveitar o novo ciclo de crescimento do mercado?


Por isso, o trabalho de um Gestor de Inteligência é importante nas empresas, no caso, de Inteligência Competitiva. Porque os números são o meio e não o fim!


37 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Kommentare


bottom of page